sexta-feira, 11 de maio de 2007

Live Earth: 24h de shows pelo planeta

Al Gore fala neste sábado (12/5), no Rio de Janeiro, sobre o show pela conscientização ambiental que acontecerá, simultaneamente, em sete países, incluindo o Brasil, dia 7 de julho.

Mais de 150 artistas, como Madonna, Beastie Boys, Red Hot Chilli Peppers, Sheryl Crow, The Police, Foo Fighters, Snoop Dogg, Genesis, Duran Duran, Fall Out Boy participarão do Live Earth, estão confirmados para o concerto global de 24 horas ininterruptas que acontecerá no Rio de Janeiro, Londres, Nova York, Sydney, Tóquio, Cidade do Cabo e em Shangai, dia 7 de julho.

Rolling Stones, Bob Dylan e U2 também estão sendo cogitados, ainda falta confirmarem. O mega-show, com o objetivo de utilizar a música para mobilizar as pessoas na luta contra o aquecimento global, é uma realização do movimento SOS – Save Our Selves, criado para combater as mudanças climáticas, e tem o apoio do WWF-Brasil e Rede WWF.

O movimento SOS – Save Our Selves foi fundado pelo produtor Kevin Wall, que trabalhou com nomes como Bob Dylan e foi o produtor-executivo do Live8, acontecimento musical de 2005 realizado para denunciar e mitigar a pobreza no mundo.

Movimento global

Um dos principais parceiros da iniciativa é o ex-vice-presidente dos EUA, Al Gore, autor do documentário "Uma verdade inconveniente” que trata do aquecimento global e suas conseqüências. "A crise do clima é urgente para todo o planeta. Ela só poderá ser evitada por um movimento global sustentado e sem precedentes", disse, em matéria na última edição da revista Rolling Stone Brasil.

Ele vai anunciar oficialmente o Live Earth para o Brasil neste sábado (12/05), em entrevista coletiva no Rio de Janeiro, às 12h30min, no Salão Nobre do Hotel Copacabana Palace, informa o WWF-Brasil.

As apresentações do dia 7 de julho deverão mobilizar um público estimado de dois bilhões de pessoas ao redor do globo, com transmissão via TV e Webcast para mais de 120 países. No Brasil, o palco será montado nas areias da praia de Copacabana e a transmissão acontecerá por TV, Internet e rádio.

Fonte: Ecoagência, com informações do WWF-Brasil e Rolling Stone Brasil.

2 comentários:

Carla disse...

Olá Alexandre, também gostamos muito do seu blog! Está incluído na lista dos indicados =) Abraços,

Clara M. Machado disse...

Boa noite

No meu parecer, o documentário desse antigo vice-presidente estimulou os governos no investimento de iniciativas ambientais. Estou errada? Se não, bato palmas para ele!:)

Um abraço