quarta-feira, 25 de abril de 2007

Impactos do consumo de carne...

Três artigos e um documentário sobre o tema...

Parar de comer carne pode salvar a Amazônia?
Militantes e cientistas afirmam que a pecuária bovina está destruindo as florestas e propõem um boicote
Revista Época - 23/04/2007
por Juliana Arini

Boi Verde, a carne ecológica Made in Brazil
Agronline
por Paulo Ferrola - Secretário de Desenvolvimento - FUNDAÇÃO ABC

Vacas causam mais mal ao meio ambiente do que carros

Portal Terra - Ambiente

A Carne é Fraca - Documentário:
Parte 1

Parte 2
Instituto Nina Rosa
Resenha

Os artigos foram indicados pela turma da comunidade Eco-Amigos.

Abraço,
Alexandre

7 comentários:

Tobias Amorim disse...

Ah nao, por favor. Até tu Brutos :)
Pô alexandre, vir com essa de apoiar esse estudo da FAO para desviar a atençao da populaçao com relacao a poluiçao das grandes potencias e a poluiçao causadas pelos automóveis e meios de transporte movidos a combustíveis já me cansou. :)

Claro que seria melhor pensar em uma pecuária mais ecológica e talvez até mais rentável nao é tao ruin, mas essas comparaçoes em falar que o maior inimigo do planeta sao as vaquinhas me deu nos nervos. Agora vamos contar também o CO2 eliminado pela respiracao dos seres vivos e compara-los com a emissoes resultantes dos caminhoes que fazem transporte no nosso país e vamos chegar a conclusao que devemos parar de respirar ao invez de trocar-mos a forma de abastecimento de nosso sistema de transporte.

Me desculpe, mas é que eu já ouvi essa reportagem e esse estudo de mais da conta pro meu gosto para voltar a repeti-lo.

Abracos.

Senac Nova Iguaçu - Informática disse...

É Alexandre, nem todos têm a mesma opinião, rs...
Eu postei lá na comunidade Eco-Amigos, que prefiro criar netos vegans e felizes à defender controle populacional que, aqui no Brasil, seria um prato cheio para os conchavos do SUS com o Governo.
Estamos caminhando, Eco Amigo, caminhando...
Beijos. Cláudia Costa

Senac Nova Iguaçu - Informática disse...

O problema é que a maioria das pessoas não vêem as "nuances" do grande problema Aquecimento Global. É mais fácil pensar que a culpa é do Bush, sozinho, ou da India ou da China. E continuar lavando a calçada com água potável, jogando lixo nos bueiros, pelas janelas dos ônibus, consumindo, consumindo, consumindo...
bjus.
Cláudia Costa - da Eco Amigos

Alexandre disse...

oi tobias,

grande colaborador!

entendo sua colocação. mas deixa então eu explicar melhor a proposta do blog...

como é dito na descrição, aqui não são postadas somente informações com as quais a ises do brasil (ou eu mesmo) concorde.

nosso objetivo é trazer pontos de vista diversos, para serem discutidos por pessoas interessadas no uso de fontes renováveis de energia e em problemas sócio-ambientais.

vc pode notar que há nas postagens anteriores pontos de vista que muitas vezes chegam a ser antagônicos. são exemplos disso os tópicos:
"Em defesa do etanol" x
"Mais árvores, menos aquecimento global, certo? Não exatamente" x
"Etanol é 'ameaça disfarçada de verde', dizem ambientalistas"

o objetivo é mesmo instigar o debate sobre as várias opiniões e estudos, até mesmo para que fiquemos atentos quanto às várias interpretações decorrentes de uma mesma notícia.

essa, por exemplo, sobre a questão da poluição provocada pela pecuária, pode levar algumas pessoas a considerar que as 'vilãs' são as vaquinhas, e os 'coitados' dos carros é q estavam levando a fama de ‘maus’... e, ainda mais, pode gerar a sensação de que devemos nos preocupar com a poluição gerada pela pecuária, e não com a gerada pelos automóveis.

na minha opinião, um 'vilão' não isenta o outro de culpa...

quanto ao problema da poluição provocada pelo esterco do gado (não só em relação aos gases de efeito estufa que produz), considero que seja realmente sério. há regiões em santa catarina cujos mananciais estão seriamente comprometidos, principalmente como conseqüência da criação de suínos (depois posto algo sobre esse assunto).

vc chegou a assistir ao documentário 'a carne é fraca', q tb postei neste mesmo tópico? lá esta discussão é um pouco mais aprofundada.

mas acho q o importante mesmo é termos um espaço para concordar, discordar, enfim, debater as várias nuances do problema (como colocou a cláudia em seu comentário).

abraços a todos!

e obrigado pelas contribuições nos vários comentários!

Alexandre disse...

oi cláudia,

ainda sobre as "nuances" sobre as quais vc comentou, e sobre o "desvio da atenção da população" levantado pelo tobias, vcs já notaram que as campanhas de reciclagem raramente abordam a questão do consumo exagerado (de produtos em si, ou mesmo de embalagens)?

além disso, o logo de "reciclável" (ciclo fechado montado por três setas que formam um triângulo) traz a idéia de que a reciclagem seja algo ad infinitum... quando isso não é verdade...

reciclar é importante, mas considero a redução do consumo é uma questão ainda mais urgente.

abraços!

Tobias Amorim disse...

Quanto a reciclagem, existem alguns pontos interessantes que podemos aprender aqui na Alemanha.

Assim como vi na PUC-RS, os funcionários da maioria das empresas aqui possuem suas próprias xicaras ou copos ao invez de usarem copos de plastico.

Ou com relacao a grama, ou poda de arvores e lixo orgânico (exceto carne), eles tem sempre que possível, um composto no quintal, no qual todo esse lixo organico se decompoe e vira adubo organico que eles utilizam para as flores ou arvores.

Alexandre disse...

Essas iniciativas básicas são fundamentais. Mas aqui faltam campanhas públicas para conscientizar a população.