terça-feira, 27 de novembro de 2007

Avenida passará por dentro de Parque Ecológico em Florianópolis

por Alexandre Montenegro

Ocorre nesta quinta-feira (29/11), às 15 h, na Câmara Municipal de Florianópolis, uma audiência pública para discutir o Projeto de Lei Complementar nº 768 de 2006, que tem por objetivo o cancelamento da construção da avenida SCI-15.


Caso seja aprovada sua construção, a avenida SCI-15 vai atravessar o Parque Ecológico do bairro Córrego Grande, ligando a Avenida Ângelo Crema à Av. Prof. Henrique da Silva Fontes (Av. Beira Mar), conforme mostra a figura abaixo (clique na imagem para vê-la ampliada). A obra está prevista na Lei Complementar nº 001 de 1997 e representará um grande impacto ambiental sobre o horto florestal.


O IPUF (Instituto de Planejamento Urbano de Florianópolis), manifestou-se contrário ao referido Projeto de Lei em seu parecer nº 0089/2007, no qual considera que a SCI-15 "é de fundamental importância para estruturar o sistema viário para o local". O parecer sugere que "quando da execução do Projeto Final de Engenharia o mesmo deva ser discutido com a comunidade e com os órgãos ambientais para que se tenha a melhor forma de se fazer essa passagem sem prejudicar o meio ambiente".

Ora, quando da execução do Projeto Final há ainda algo que possa ser discutido?!? E quando o parecer supõe que há forma de que uma avenida parta um parque ecológico ao meio "sem prejudicar o meio ambiente", nota-se que o bom-senso foi deixado de lado em benefício da especulação imobiliária.

A FLORAM (Fundação Municipal do Meio Ambiente de Florianópolis), em seu parecer de nº 084/2007, manifestou-se favorável ao Projeto de Lei, informando que "a via projetada SCI-15 atinge e corta o Parque Ecológico do Córrego Grande, bem como várias edificações de médio e grande porte já existentes, edificadas e aprovadas pela PMF [Prefeitura Municipal de Florianópolis] antes da Lei Complementar no. 001/97".

É de fundamental importância a participação popular nesta audiência pública, pois tem sido intensa a pressão de empresários da indústria imobiliária dentro do núcleo gestor do Plano Diretor Participativo de Florianópolis para que esta obra seja realizada.

A Câmara Municipal de Florianópolis está localizada na Rua Anita Garibaldi nº35, no Centro, próximo à catedral.


Parque Ecológico do Córrego Grande
Fonte: site da FLORAM - Fundação Municipal do Meio Ambiente de Florianópolis

O Parque Ecológico do Córrego Grande está localizado próximo ao campus principal da Universidade Federal de Santa Catarina, em Florianópolis, e possui 21,3 hectares.


Nele são realizadas atividades de recreação, lazer, educação ambiental, pesquisa e cultura. Em média, 500 pessoas visitam o parque diariamente, sendo que este número dobra nos finais de semanas e feriados.

Entre os atrativos que o Parque oferece estão:
1) Aulas de educação ambiental;
2) Viveiro e estufa de mudas nativas;
3) Trilhas interpretativas com acompanhamento de guias, inclusive uma para portadores de necessidade especial;
4) Dois lagos;
5) Parque infantil e quadra poliesportiva;
6) Palco para apresentações culturais;
7) Brinquedoteca e fraldário;
8) Placas de sinalização e identificação de cerca de 100 espécies de árvores;
9) Quiosques para orientação dos visitantes.

Informações: [48] 3234.6049

10 comentários:

Rafael disse...

Amigos,
É assim que se cria uma pequena São Paulo (nos seus aspectos menos interessantes): aumentando a infraestrutura viária unilateral, só voltada para automóveis.
Abraço,
Rafael Azize

Alexandre disse...

Rafael,

É bem por aí...
A luta tem sido grande para tirar Florianópolis desta rota, voltada para automóveis e especulação imobiliária.

Vc já leu a nossa postagem "Operação Moeda Verde, versão Espanha"?
(http://ises-do-brasil.blogspot.com/2007/08/operao-moeda-verde-verso-espanha.html)

Lá dá pra ter uma idéia melhor do quanto a situação anda complicada em Florianópolis e em todo o estado de Santa Catarina.

Abraço,
Alexandre

Alexandre disse...

Rancho de amor à pandilha
(fonte: http://cidadedeflorianopolis.blogspot.com/)

Um pedacinho de terra vou negociar,
Num pedacinho de terra vou especular!
Jamais a natureza reuniu tanta vileza,
Jamais algum pelego pôde tanto se esbaldar.
Um pedacinho de terra vou dilapidar.

Encontrei vereadores
Sem muitos pudores
Que vão me ajudar
Com o Plano Diretor
Que eu mais o doutor
Vamos entortar!

Por cima da manezada
Eu e a rapaziada
Vamos gargalhar.
E amigos na prefeitura
A nossa fartura
Vão autorizar!

(Poeta Azizinho)

rikejuca disse...

Ótimo blog. Estarei na audiência amanhã - como morador do Córrego, freqüentador do Parque, e biólogo, não poderia fazer menos.

Continuarei acompanhando o blog - já é um Favorito :)

Abs!

Henrique Jucá

Norton Moritz Carneiro disse...
Este comentário foi removido pelo autor.
Norton Moritz Carneiro disse...

É triste.

Enquanto isso, o Horto está virtualmente abandonado, sem nenhuma estrutura de parque (e é o único da cidade que poderia merecer esse título!!!).

O estado de abandono (seria proposital, para que não se sinta tanta falta quando deixe de existir?) fica explícito na falta de identificação da maioria das espécies vegetais, e numa placa toscamente escrita a mão, onde se lê "Sinamomo" - isso mesmo, com "S", embora numa outra placa antiga e carcomida se lê a grafia correta.

Um órgão público não poderia cometer esses múltiplos atentados (enquanto um inocente anúncio de jeans é penalizado) impunemente.

Abraços

Norton

rikejuca disse...

Eu estive em contato com a equipe da FLORAM responsável pela adm das UC's da Ilha... Muito embora eu esteja mais a par da situação do Peri, apesar de haver boas intenções (um vez que a FLORAM já emitiu parecer se manifestando contrária a obra de implantação da SCI-15), a IPUF (e é claro, todo um lobby imobiliário por trás) está fazendo pressão pela aprovação do projeto. Sou contra e sempre serei contra esse claro privilégio a interesses privados. Existem outras soluções para o problema, que deveriam ser levadas à comunidade.

Estarei lá hoje na audiência. Alguém mais vai ?

Alexandre disse...

Caros Rike e Norton,

Agradeço pelos comentários aqui no blog.

Estarei lá com certeza.

Hoje haverá um outro protesto importante a respeito da EcoPower. Acabei de postar uma nota a respeito.
Pena eu não poder estar nas duas. A EcoPower é outro acinte ao bom-senso!

Abraço,
Alexandre

>>>Bruno Sagas Lopes<<< Corretor de Imóveis disse...

Caro amigo, vejo que você e muitos leitores deste blog, ficam revoltados com esse projeto? Certo?
Talvez sim, agora porque ao invés de tentar proibir a construcão da avenida porque não apresentar um projeto em que a avenida passe pelo mesmo lugar e o horto continue sem ser prejudicado?! Sei lá talvez um tunel de superficie, uma cupula para que a poluição não afete o horto, e até melho! solicitem outra area á prefeitura para implantação de um novo horvo já que somente um é um absurdo.

Um abraço.

BLOG: http://bslcorretor.blogspot.com

rikejuca disse...

Túnel de superfície?? Não é uma obra muito possível, considerando que a avenida logo ao lado mal consegue ter seu asfaltamento (de péssima qualidade, e por um preço exorbitante, diga-se de passagem) concluído.

Isso é claro, sem comentar na ausência de ciclovias, e na desfiguração das calçadas que já estavam adaptadas para deficientes visuais, graças às obras de uma concessionária telefônica.


Quanto a implantação de novos parques na cidade, a administração atual não tem grande interesse, uma vez que o Parque do Pantanal já foi solicitado pelas associações comunitárias e a adm mun negou o pedido (corrijam-me se estiver errado; eu mesmo acho que já foi aprovado). A adm municipal tem maior interesse em lotear e cobrar impostos.

E, até onde sei, "apresentar um projeto" alternativo na cidade de Florianópolis não é nada assim tão simples. Muitos "projetos alternativos" já circulam por aí, um exemplo é a luta da comunidade do Campeche para ver sua proposta de plano diretor levada em consideração e da bacia do itacorubi.