sexta-feira, 13 de julho de 2007

IV Encontro de Cozinhas Solares (ECOSOL) em Portugal

por Alexandre Montenegro, com informações da agência Algarve Notícias

Neste sábado (14), o Campus da Universidade do Algarve, em Portugal, recebe o IV Encontro de Cozinhas Solares (ECOSOL).

Segundo Celestino Ruivo, membro-fundador da Associação Internacional de Cozinhas Solares, o propósito desta iniciativa é “promover o uso e as largas vantagens das cozinhas solares, além de fomentar a troca de experiências entre pessoas que usem estes equipamentos no seu cotidiano doméstico”.

As "cozinhas solares" permitem preparar alimentos com o calor recebido através da energia solar, a um baixo custo de construção.

4 comentários:

Tobias Amorim disse...

No instituto solar de Jülich, foi realizado um projeto na Africa, que creio seria muito mais interessante do que essa tentativa de se construir fogoes e fornos solares como estes, os quais so vejo aplicacao em churrasquihos de verao :)

O projeto foi realizado para assar pao em uma padaria local utilizando-se de energia solar. Como os paes sao em geral assado pela manha, entre 4 e 5 da manha, periodo em geral com baixa insolacao, a energia solar durante o dia anterior é entao concentrada com a utilizacao de espelhos refletores, para aquecer o ar. O calor é entao armazenado em um container com pedras, as quais mantem a temperatura elevada durante um certo periodo e podem entao ser usadas para assar os paes no dia seguinte.

Com isso, o cozinheiro, nao precisa cozinhar junto com sua comida abaixo do sol, mas sim, a energia captada pelo sol é transportada para dentro da construcao e assim ele pode continuar aproveitando a energia solar sem para isso pegar uma queimadura solar :)

Alexandre disse...

olá tobias!

teria como vc postar aqui um link pra podermos ler mais sobre esse projeto?
achei bem interessante.
se for num site em inglês, ainda melhor.

abraço,
alexandre

Tobias Amorim disse...

A principio so tenho o link do projeto em Alemao.

http://www.sij.fh-aachen.de/index.php?id=3535&L=1

O forno da padaria tem uma potencia de 25 kW à uma temperatura de 250°C. Diariamente sao assados 1000. Antes do projeto o forno consumia 670 litros de diesel por mes para o funcionamento da padaria.

Esquema de funcionamento: Um ventilador abastecido por um painel Fotovoltaico é responsável pela circulacao do vento através do sistema solar. Através da concentracao da luz solar, o vento é aquecido e através de um trocador de calor e um segundo ventilador produz o calor necessário para assar os paes. Através de um sistema de controle é possivel controlar a temperatura no forno.
Caso a temperatura do sistema solar nao for suficiente, é retirado calor so sistema de armazenamento ou é acionado um sistema auxiliar de queima. Caso a temperatura do sistema solar for superior a do forno, o calor do sistema solar é entao armazenado.

Alexandre disse...

Obrigado, Tobias!!